terça-feira, 5 de março de 2013

A morte de Hugo Chavez e a revolução não televisionada


A morte de Hugo Chavez me fez lembrar um documentário que vi na época de faculdade. “A Revolução Não Será Televisionada” (2002) mostra como a mídia da direita conservadora tentou manipular as informações acerca do golpe que tirou o recém-eleito Chavéz do poder. 

Esquecendo o aspecto cinematográfico, falemos de uma obra urgente, que trouxe, não uma outra visão, mas um outro ângulo de um momento histórico, distorcido pelos meios de comunicação. Nós, ignorantes aqui no Brasil, passamos pela mesma situação. É preciso ir ao L.A. Times e saber o que os grandes meios, aqueles que têm mais capilaridade, fazem questão de omitir ou distorcer: se quiser, veja aqui.


Nenhum comentário:

Postar um comentário