sábado, 15 de setembro de 2012

Estudantes da UniJorge iniciam produção de Quincas Berro D´água

Seleção de atores na UniJorge



Não poderia ser diferente, como disse a professora do curso de Produção Audiovisual da UniJorge, Ceci Alves. No ano do centenário de Jorge Amado, os alunos do curso estão trabalhando em uma adaptação do livro Quincas Berro D´água. O processo de seleção de atores já começou, no último dia 10.

E o trabalho está com um reforço de peso: o produtor de elenco Elson Rosário está orientando os alunos no que diz respeito à preparação de atores; o ator Fernando Neves interpretará Quincas; já a atriz Lucy Carvalho também participará das produções, interpretando a personagem Quitéria.



A professora Ceci Alves informa que os trabalhos devem estar finalizados até o início de novembro. “Para além da lata”, reforça. Ao lado dela, o professor Max Bittencourt também coordena as produções. São quatro equipes que trarão abordagens individuais de trechos específicos do livro. “Como os curtas são realizados por pequenas equipes, o livro foi dividido em quatro partes e a cada equipe coube uma livre adaptação do romance de Jorge Amado”, informa o professor Max Bittencourt.  

Os alunos têm um limite de cinco minutos para cada adaptação. O tamanho do livro foi um dos critérios para a escolha. “Além de ser um livro gostoso, de ser cômico, sem falar do universo rico de Jorge Amado, com personagens e questões contemporâneas”, complementa Max. Ceci, no entanto, reforça que, apesar do tamanho, não se trata de um trabalho mais simples. “É preciso ter um timing para comédia, o que não é fácil”, diz.

A professora reforça ainda que o trabalho é uma espécie de “tubo de ensaio” para o mercado. Para Max, representa o desafio de mergulhar no universo de produção bem próximo ao modo profissional. “Nós, professores estamos tentando reproduzir exatamente todas as etapas de produção de um projeto de ficção”, explica.

Vale ressaltar que o trabalho de adaptação no curso de Produção Audiovisual já faz parte do calendário. Entretanto, neste ano, ganhou um tom especial, por conta do centenário de Jorge Amado. “Agora, os alunos estão se deparando com um projeto que, ainda que acadêmico, necessita de uma estrutura complexa e bem orquestrada para acontecer, assim como qualquer outra produção de ficção”, finaliza Max.

Confira abaixo a cobertura dos testes de elenco:


Nenhum comentário:

Postar um comentário