segunda-feira, 19 de setembro de 2011

1 ano no ar e mais de um século pra contar...

Carlos Baumgarten


Estamos completando, hoje, um ano no ar. Como já foi colocado antes, não foi um ano de constância. Mas esperamos por muitos outros anos de prosperidade e que possamos abrir o espaço para debater a sétima arte em seu sentido mais universal. Em algumas semanas, estaremos implantando algumas novidades. Vamos relembrar, também, algumas matérias especiais que conseguimos concretizar ao longo desse ano. 


Antes, porém, vamos caminhar por uma história que os cinéfilos já conhecem muito bem. Pode ser um passeio maçante para muita gente, mas nunca deixa de ser apaixonante relembrar a trajetória desse mais de um século de cinema. 


Quando os irmãos Lumière apresentaram ao mundo o cinematógrafo, em 1895, talvez não tivessem a noção da repercussão que o invento teria ao redor do globo. Ou talvez tivessem, sim. A arte de captar imagens em movimento e, por meio destas, elaborar uma narrativa veio se aperfeiçoando ao longo dos anos. 


Se considerarmos que os primeiros filmes exibidos no século retrasado, com apenas 40 segundos de duração, retratavam a simples saída dos operários da fábrica Lumière e a chegada do trem à estação, o que dizer do avanço técnico dos dias atuais? Lógico. Existem muitas controvérsias. 


O cinema começou o seu desenvolvimento enquanto narrativa no início do século XX, mais precisamente em 1902, quando George Melies apresentou o seu curta-metragem Viagem à Lua. Era o primeiro contato do homem com a fantasia proporcionada pelo cinema. O filme, que está em domínio público, pode ser conferido abaixo. 

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário