segunda-feira, 20 de junho de 2011

Peter Joseph confirma presença no CineFuturo

Redação

Foto: Divulgação
O diretor do documentário Zeitgeist: Moving Forward: O Futuro é Agora confirmou presença no VII Seminário Internacional de Cinema e Audiovisual – CineFuturo, que será realizado entre 25 e 30 de julho, em Salvador. Peter Joseph (foto), que dirige o polêmico documentário, participará da exibição do filme durante o evento.

Trata-se de um longa-metragem que compõe um projeto cultural de filmes em série. Essas obras propõem um caminho para a transição do atual paradigma socioeconômico monetário que rege a sociedade mundial. A partir de três temas centrais, Zeitgeist propõe o redesenho de uma vida empírica na Terra em nome da sobrevivência humana e social.

Peter Joseph estabelece uma abordagem social nova e radical, porém prática, baseada em conhecimentos avançados que poderiam resolver os atuais problemas sociais enfrentados pelo mundo contemporâneo, a exemplo das guerras, da pobreza, da corrupção, da fome, da miséria e o sofrimento humano.

O cineasta norte-americano é multiuso. Além de assinar a direção, Joseph é produtor, compositor, editor e narrador da obra. O primeiro Zeitgeist: The Movie, é de 2007, e foi um documentário lançado na plataforma da web e alcançou mais de 100 milhões de acesso. Em 2008, foi lançado Zeitgeist: Addendum, a continução do documentário anterior, e já teve uma estreia mais pomposa, no Artivist Film Festival, em Hollywood. Tornou-se também um fenômeno viral na internet, com mais de 50 milhões de exibições em seu primeiro ano.

Após o sucesso alcançado, Peter Joseph fundou um movimento social inspirado na reação do público, chamado de Movimento Zeitgeist. Hoje, é uma organização de escala global com mais de meio milhão de inscritos em 200 países, inclusive o Brasil. O objetivo da organização é dar início à transição da cultura atual para um novo paradigma econômico sustentável.

A terceira parte deste projeto, Zeitgeist: Moving Forward – o Futuro é Agora, em janeiro deste ano em mais de 60 países e em cerca de 20 idiomas, é, em parte, uma expressão midiática com o mesmo foco. O filme apresenta atores notáveis que, de forma abstrata, representam as diversas atitudes relacionadas à mensagem dramática, além de utilizar vigorosos recursos visuais e de animação em 2D e 3D.

Nenhum comentário:

Postar um comentário