quinta-feira, 16 de junho de 2011

Flexibilizar: uma saída?

Redação


Após uns dois anos sem muitas novidades, com filmes medíocres concorrendo no topo de uma lista que, supostamente, deveriam estar os melhores, Hollywood decide flexibilizar. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas anunciou esta semana que, a partir de 2012, a categoria de melhor filme, no Oscar, poderá ter entre cinco e 10 candidatos.

Há dois anos, a Academia resolveu ampliar, de cinco para 10, o número de candidatos indicado a melhor filme. Em declaração à imprensa, o diretor-executivo da Academia justificou a decisão, afirmando que a indicação a melhor filme no Oscar deve ser uma prova de mérito extraordinário. Portanto,ele concluiu, se só houver oito filmes que realmente mereçam ser indicados, não deve haver o sentimento de obrigação de arredondar esse número.

Flexibilizar poderia ser o melhor caminho, já que, nos últimos dois anos, vimos filmes na categoria que estavam aquém da qualidade esperada. Assim, a Academia não restringe, nem “enche linguiça”. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário