sábado, 9 de abril de 2011

Morre Sidney Lumet, diretor de 12 Homens e uma Sentença

Redação


Morreu neste sábado, aos 86 anos, o diretor Sidney Lumet, segundo informações do New York Times. Ainda de acordo com a publicação, o cineasta morreu em sua casa, localizada em Nova Iorque, por conta de um linfoma.

Lumet veio de uma geração de diretores pautada pelo cinema de autor. Essa marca estava presente nas referências à sua cidade natal, Nova Iorque. Porém, trata-se de um dos profissionais mais versáteis da segunda metade do século 20. Em seus filmes, imperavam o fator psicológico.

Estreou com o clássico 12 Homens e uma Sentença, de 1957, utilizado como objeto de estudo em diversas escolas de psicologia ao redor do mundo. O roteiro gira em torno de um julgamento. Doze jurados devem decidir se um homem é culpado ou não de um assassinato, sob pena de morte. Onze deles têm certeza de que ele culpado, enquanto um não acredita em sua inocência, mas também não o considera culpado. A análise dos fatos por parte desse jurado pesará na decisão final, em uma trajetória na qual ele terá que enfrentar os rancores dos demais jurados.

Em 1975, ele dirigiu Um Dia de Cão, no qual Al Pacino estoura os nervos durante um assalta a um banco do Brooklyn. Entre outros trabalhos relevantes de Sidney Lumet, estão Assassinato no Orient Express (1974), Serpico (1973) e Rede de Intrigas (1976). Seu último trabalho foi mais um thriller psicológico: Antes que o Diabo Saiba que Você Está Morto, lançado em 2007. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário