quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

Morre a eterna “manteigada”, Maria Schneider

Redação


Em sua estreia no cinema, com apenas 19 anos, Maria Schneider já chamou a atenção do mundo. Ela fez par romântico com, ninguém menos que, Marlon Brando, no filme O Último Tango em Paris (1972), de Bernardo Bertolucci. Em uma das cenas mais polêmicas do cinema, Brando recheia o rechochundo bumbum de Schneider com manteiga, em uma ardente sequência de sexo.  A atriz francesa morreu nesta quinta-feira, aos 58 anos, em decorrência de um câncer.

Pelas cenas de sexo explícito, O Último Tango em Paris teve muitas sequências censuradas, inclusive no Brasil, e foi proibido de ser exibido por completo em diversos países. Maria Schneider era a protagonista e causou escândalo nas classes mais conservadoras de todo o mundo ao atuar em cenas quentes com o sex symbol da época, Marlon Brando.

Ela participou de mais de 50 filmes. Seu último trabalho foi em O Cliente, de 2008.

Nenhum comentário:

Postar um comentário