terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Cinema no celular: diretor sul-coreano filma por iPhone

Carlos Baumgarten


Diante do anúncio da nova plataforma de distribuição idealizada por grandões de Hollywood (a UltraViolet), veja o que aprontou o cineasta sul-coreano Park Chan-wook. Ele fez um curta-metragem de 30 minutos, ao lado de seu irmão, Park Chan-kyong, através de um aparelho iPhone.

O curta, intitulado Paranmanjang, que, traduzido, significa algo como “vida cheia de altos e baixos”, traz em seu plot fantasia e terror.

Obviamente, os recursos de um iPhone são mais avançados do que os de um simples celular. Mas a utilização dessa ferramenta por um cineasta como Chan-wook, aclamado por filmes como Oldboy (2003) e Sympathy For Mr. Vengeance (2002), mostra, não uma verdade absoluta, e sim uma alternativa possível ao fazer cinematográfico.

Em outubro do ano passado, o Festival de Cinema Universitário da Bahia teve, inclusive, uma oficina focada na arte de se fazer filmes via celular. Tendências essas jamais devem ser excluídas ou tratadas como “não-cinema”. Devem ser vistas como o futuro, ou melhor, o presente.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário