segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Cineasta italiano, Mario Monicelle, se atira de janela de hospital

Redação



O cineasta Mario Monicelli, de 95 anos, se atirou da janela de um hospital em Roma, onde estava internado, e morreu nesta segunda-feira, de acordo com informações da agência Ansa. Não foram divulgadas outras informações sobre os motivos que teriam levado o cineasta italiano a se suicidar. Fontes afirmam que ele foi diagnosticado há alguns dias com câncer de próstata.

Monicelli tem uma vasta filmografia e era considerado um dos maiores diretores da safra italiana. Entre os seus principais filmes, estão O Incrível Exército de Brancaleone (1966), Meus Caros Amigos (1975) e Quinteto Irreverente (1982). Em 1959, seu filme La Grande Guerra foi contemplado com o Leão de Ouro do Festival Internacional de Cinema de Veneza, além de ter sido indicado ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro daquele ano.

Nascido em Viareggio, província de Lucca, na Itália, Monicelli foi crítico cinematográfico entre os anos 30 e 40, período em que trabalhou em alguns poucos trabalhos, especialmente curtas-metragens. Em 1949, começou a desenvolver seus próprios trabalhos,  imprimindo o seu estilo marcante, por meio de uma narrativa simples, mas eficaz para o andamento de suas tramas. Ele optou por se consagrar com um estilo sem virtuosismos, valorizando a narrativa e concentrando-se no desenvolvimento de seus filmes. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário