quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Homenagem ao produtor de Terra em Transe


Carlos Baumgarten

Em 1965, quando Glauber Rocha juntou-se à Zelito Viana, estava surgindo a Mapa Filmes, que iria ser responsável por filmes consagrados, como Terra em Transe (1966) e O Dragão da Maldade Contra o Santo Guerreiro (1968). Ambos os filmes citados foram dirigidos por Glauber e tiveram uma forte representatividade para o movimento Cinema Novo, que caminhava a todo vapor no Brasil. Diante de sua importância como produtor e cineasta, a 37a Jornada Internacional de Cinema da Bahia fará uma homenagem a Zelito Viana, já na abertura do evento, nesta quinta-feira, às 19h, no Espaço Unibanco Glauber Rocha.


Zelito Viana é um dos artistas engajados nas questões ambientais e tem uma ligação especial com a Bahia, graças a sua atuação ao lado de Glauber Rocha. Natural de Fortaleza, Viana realizou diversos trabalhos como produtor e diretor, nos quais se destacam Cabra Marcado para Morrer (1984), de Eduardo Coutinho, e Villa-Lobos: Uma Vida de Paixão (2005). A homenagem contará com a presença do ator Marcos Palmeira, filho do diretor e produtor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário