sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Apesar da votação popular, filme sobre Lula tentará uma vaga no Oscar


Carlos Baumgarten

Lembra daquela votação aberta no site do Ministério da Cultura (Minc) para a escolha do representante do Brasil a uma vaga no Oscar do ano que vem? Pois é, de nada adiantou. Apesar do filme de Wagner Assis, Nosso Lar, liderar disparado as votações, representantes do Minc, da Secretaria de Audiovisual, da Agência Nacional de Cinema e da Academia Brasileira de Cinema escolheram Lula, O Filho do Brasil para disputar uma vaga entre os finalistas na categoria Melhor Filme Estrangeiro. 

Não são evidentes os critérios que levaram a escolha do longa de Fábio Barreto para o posto. Talvez, a influência do pai, Luiz Carlos Barreto, um dos grandes "figurões" do cinema nacional, ou até a indicação de um outro  filme de Fábio Barreto, O Quatrilho (1994), ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro, possam ter sido definitivas. 

Lula, O Filho do Brasil conta a história do nosso atual presidente, desde a sua infância pobre, no interior de Pernambuco, até a sua entrada na liderança sindical. Os jurados garantem que a escolha do filme em época de eleição foi mera coincidência. Será?

A Academia divulga os finalistas no dia 25 de janeiro. A cerimônia de entrega do Oscar será realizada no dia  27 de fevereiro, em Los Angeles. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário